Do Coração Da África – Arte Iorubá

Por Gustavo Scatamacchia

10715927_10203711607925291_1382281885_n

Foi inaugurado no MASP no dia 11 de julho, a exposição “Do Coração Da África”. A exposição é caracterizada pela  inédita arte iorubá,  com 49 obras extraídas da coleção Robilotta, doadas ao Museu. É apresentado peças que expressam as manifestações das tradições culturais e religiosas da nação Iorubá. São obras produzidas em volta de 1960, portanto são de origens anteriores à pressão globalizante, que passou a influenciar a produção de países como Nigéria e Benin. Onde está situada a nação Iorubá. O contato da África com a Europa é de longa data, iniciando-se nas navegações portuguesas no século 15. Ao entrar na exposição, é possível encontrar diversas telas com uma perspectiva de simbolizar bandeiras de alguns países como Alemanha e Italia. No andar de baixo, está situado alguns quadros que representam o     ” manual de navegação ” ,  de Julian Schnabel ( New York – 1951 ), quadros muito interessantes pelo seu tamanho elevado.

10579715_10203711607125271_358185483_n 10601264_10203711606925266_30558746_n

O lugar mais interessante visitado na exposição, foi a sala das esculturas africanas. Cada escultura está ligada a um significado. Dentro das esculturas é possível observar alguns pontos comuns com a obra de Picasso ” Les Demoiselles d’Avignon – 1907″

10579260_10203711606405253_923582709_n

A sala das esculturas é caracterizada por um ambiente escuro, com paredes pretas ( um diferencial, pois o resto da exposição e caracterizada por iluminação alta com paredes brancas), as esculturas estão situadas dentro de vitrines espalhadas pela sala.

10634149_10203711605685235_609601321_n 10715678_10203711611245374_1485151172_n 10708197_10203711605005218_1432772248_n 10714702_10203711611685385_1051174980_n

A escultura que mais me identifiquei foi a do “EXU”, um mensageiro entre as pessoas e os orixás, é o orixá que guarda o caminho do ritual, as casas e cidades. É representado por mulheres, homens tocando flauta ou por um homem e uma mulher unidos. Sua marca é o longo penteado fálico.

10714878_10203711603885190_1449475775_n                10603051_10203711604525206_773310883_n

Em geral, a exposição é muito interessante e vale a visita. Cada um pode se identificar com uma escultura diferente, pois cada uma segue um significado diferente e uma história diferente.

10370795_10203711607645284_1091227429_n

Quanto: R$ 15,00 inteira, meia entrada R$ 7,00 (Acesso gratuito a todos às terças-feiras e para visitantes com até 10 anos e acima de 60 anos.)

Quando: Terças a Domingos e Feriados das 10h às 18H (bilheteria aberta até 17h30)

Quinta-feira: das 10h às 20h ( bilheteria até 19h30).

Onde: MASP – Museu de Arte de São Paulo

(Avenida Paulista, 1578, Bela Vista – Centro.  no Mezanino do 1º Subsolo.)

Até quando: Desde 11 de julho de 2014, sem previsão de encerramento

Links relacionados: http://www.masp.art.br 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s